PREVALÊNCIA DE SINTOMAS ANSIOSOS EM PACIENTES COM ATAXIA CEREBELAR EM UM CENTRO DE NEUROLOGIA E NEUROCIRURGIA NA CIDADE DE SALVADOR, BAHIA-BRASIL: UM ESTUDO PRELIMINAR

Iandra Silva Souza, Mirtes Bomfim Leite, William Azevedo Dunningham

Resumo


Introdução: A ataxia cerebelar é uma patologia neurológica pouco frequente, tendo como substrato fisiopatológico lesões cerebelares ou em suas conexôes. Em alguns casos, marcha ataxica, desequilíbrio e alterações na fala podem associar-se a sinais afetivos como sintomas ansiosos. Tal relação pode piorar ainda mais a qualidade de vida desses pacientes fazendo-se necessário uma abordagem diagnóstica eficaz. Objetivo: Identificar o perfil de sintomas ansiosos em pacientes com ataxia cerebelar em um centro de neurologia e neurocirurgia na cidade de Salvador, Bahia – Brasil, analisando também os dados sociodemográficos. Métodos: Análise de prontuários de pacientes com diagnóstico de ataxia cerebelar, no centro de referência. Dentre eles foram verificados quais apresentam sinais e sintomas ansiosos e/ou diagnóstico de transtorno de ansiedade. Assim, foi aplicado nos pacientes questionários, o Zung Self-Rating Anxiety Scale (SAS) e o Hamilton Anxiety Rating Scale (HAM-A), para avaliar a presença de sintomas ansiosos e a sua gravidade, respectivamente. Resultados: A amostra foi constituída por 21 participantes. Dentre os pacientes, 67% (n=14) apresentaram sinais e sintomas de ansiedade e 33% (n=7) não. O perfil sociodemográfico mais significativo foi o sexo feminino (61,9%), a idade predominante é até 39 anos (47,7%). Conclusão: O perfil epidemiológico encontrado nos pacientes com ataxia cerebelar que também cursam com transtornos ansiosos foram sexo feminino (61,9%), idade até 39 anos (47,7%), a raça negra (38,1%), solteiros (47,6%).


Palavras-chave


Ataxia cerebelar; Ansiedade; Perfil; Neurologia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


APOIO

Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. ISSN: 1414-0365