PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES ACOMETIDOS POR TRAUMA CRANIOENCEFÁLICO ASSISTIDOS EM UM HOSPITAL PÚBLICO DE TERESINA

Rauena Diogo Lopes, pollyany pereira costa, Fabiana Teixeira de Carvalho

Resumo


Objetivo: traçar o perfil epidemiológico dos pacientes acometidos por trauma cranioencefálico assistidos no Hospital de Urgência de Teresina no período de janeiro de 2011 a janeiro de 2013. Metodologia: Estudo observacional, descritivo, retrospectivo, quantitativo, de natureza documental. Foram selecionados os prontuários dos pacientes assistidos no Hospital de Urgência de Teresina no período de janeiro de 2011 a janeiro de 2013 com diagnóstico de TCE. Os dados foram coletados a partir do programa DATAMED 1.1 e de uma planilha do programa Excel, disponibilizada pelo hospital, sendo submetidos a uma análise estatística descritiva. Resultados: Registraram-se 2382 internações com o diagnóstico de TCE, neste período; 171 tiveram TCE grave, 487 leves e 1724 moderados. 187 prontuários foram excluídos da amostra por falta de dados. Cresceu o número de internações em 2012 em 38,75%, os TCE leves representaram o maior crescimento no mesmo ano 62,70%, já os TCE graves reduziram em -74,02%. O percentual dos acidentes de moto para cada tipo de TCE; leve, moderado e grave são respectivamente: 63,19%, 68,43% e 65,00%. Os óbitos foram representados pelas seguintes taxas: 2,22% TCE leve, 12,88% TCE moderado e 16,87% TCE grave. Predomínio da faixa etária dos 21 aos 40 anos e do sexo masculino. Conclusão: o perfil do paciente acometido por TCE assistido no Hospital de Urgências de Teresina foi caracterizado por idade predominante de 21 a 40 anos, sexo masculino e vítimas  de acidente de transito. Verificou-se a necessidade de implantar medidas preventivas e conscientizar a sociedade sobre as causas do TCE.


Palavras-chave


Traumatismo cranioencefálico; Epidemiologia; Acidentes de trânsito

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


APOIO

Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. ISSN: 1414-0365