A PERCEPÇÃO E O ADOECIMENTO DE TRABALHADORES OPERACIONAIS DESQUALIFICADOS DIANTE DA INVISIBILIDADE SOCIAL DE SEUS TRABALHOS

Beatriz de Medeiros Scarton, William Azevedo Dunningham

Resumo


Introdução: O trabalho é uma condição fundamental na existência humana, em que o indivíduo cria e transforma o ambiente em que vive, mas sua subjetividade é também transformada por meio do seu labor. A importância dada à significação da atividade ocupacional pelo trabalhador e a percepção de desqualificação e da invisibilidade intrínsecas à função que exercem pode impactar o psiquismo daqueles que executam trabalhos socialmente desqualificados. Objetivo: Compreender como trabalhadores operacionais desqualificados da área de limpeza de um Centro Universitário privado de Salvador - BA percebem a invisibilidade social no contexto organizacional, assim como a forma que este fenômeno interfere em sua valoração subjetiva. Método: Estudo de tipo qualitativo e exploratório, com extração de dados mediante entrevistas semiestruturadas individuais, realizadas com profissionais terceirizados. Resultados: A maioria dos sujeitos se sente desvalorizada com sua profissão; alguns foram submetidos a episódios de desrespeito e humilhação e não se percebem como profissionais. Conclusão: A invisibilidade no trabalho implica desrespeito e desvalorização. Os participantes interiorizaram a falta de visibilidade e não se consideram merecedores de reconhecimento, uma vez que estão convencidos de que seu trabalho é desqualificado.

Palavras-chave


Invisibilidade Social; Desvalorização Profissional; Sofrimento psíquico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


APOIO

Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. ISSN: 1414-0365