ANÁLISE ESPIROMÉTRICA DE PORTADORES DE DISTROFIA MUSCULAR PROGRESSIVA CADASTRADOS EM UMA UNIDADE DE REFERÊNCIA DO EXTREMO SUL CATARINENSE NO PERÍODO DE 2006 A 2012

Renata Michels Périco, Ana Lúcia Soares Camargo Fagundes, Kristian Madeira

Resumo


Introdução: Distrofias musculares são um grupo de debilitantes, incuráveis e, com frequência, letais enfermidades neuromusculares, as quais costumam evoluir para insuficiência respiratória crônica, podendo esta agudizar após quadro de pneumonia aguda, com elevados índices de complicações e mortalidade precoce. Objetivos: Conhecer a Capacidade Vital Forçada dos pacientes portadores de Distrofia Muscular Progressiva cadastrados na ASCADIM, no período de 2006 a 2012. Metodologia: Foi realizado um estudo observacional transversal, retrospectivo, de abordagem quantitativa e com coleta de dados secundários. Resultados: A população estudada foi composta por 28 indivíduos, sendo 17 homens (71%) e a idade mediana de 30 (19,0 – 41,5) anos. Apenas 10% (n=2) dos pacientes apresentou ensino superior completo. Em relação à proveniência, a maioria (64%; n=18) dos pacientes se declarou residente em Criciúma/SC e Içara/SC. Mais da metade da população (57%; n=16) apresentou diagnóstico de Distrofia de Steinert, sendo a Distrofia de Duchenne a segunda mais frequente, responsável por 21% (n=6) dos casos. A distrofia que apresentou menor média da Capacidade Vital Forçada foi a de Duchenne, com 1,86 ± 0,57L, sendo a Distrofia de Cinturas a de maior média, com 2,35 ± 0,75L. Conclusão: Observou-se que a idade mediana foi de 30 anos e que houve predomínio do sexo masculino. A mediana de reabilitação fisioterápica foi de 2 anos e a distrofia de Steinert foi a mais frequente, seguida de Duchenne. Além disso, todas as médias da Capacidade Vital Forçada mantiveram-se acima de 1L. Conclui-se, portanto, que a população estudada apresentou características semelhantes às encontradas em estudos internacionais.


Palavras-chave


Distrofias Musculares; Doenças Neuromusculares; Insuficiência Respiratória; Espirometria; Capacidade Vital

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


APOIO

 

 

Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. ISSN: 1414-0365