MORTALIDADE POR SUICÍDIO NO EXTREMO SUL DA BAHIA NO PERÍODO DE 2015 A 2018

Luciane Aparecida Gonçalves Manganelli, Yago Soares Fonseca, Sandra Campos de Souza Brito, Aline Prates Correia, Moacir Moratelli Junior, Kawan Moreira Santana

Resumo


Introdução: O suicídio é descrito como grave problema de saúde pública mundial, ocupando a segunda posição entre as causas de óbitos mais frequentes nas idades entre 15 e 34 anos de sexo masculino. Objetivo: descrever o perfil da mortalidade por suicídio no Extremo Sul Baiano ( 9º Núcleo Regional de Saúde - Teixeira de Freitas), no período de 2015 a 2018. Metodologia: estudo epidemiológico descritivo, com dados coletados por meio das declarações de óbito no 9º Núcleo Regional de Saúde, através de consulta ao sistema DATASUS - SIM - Sistema de Informação sobre Mortalidade, selecionando-se a causa básica suicídio (CIDs X70 a X84). Resultados: observou-se a ocorrência de 10 óbitos por suicídio entre os anos de 2015 a 2018, sendo 09 no município de Teixeira de Freitas e 01 em Vereda. Todos indivíduos eram do sexo masculino, nas faixas etárias: 20-29 anos 01 óbito, 30-39 anos 04 óbitos, 50-59 anos 03 óbitos e acima de 60 anos 02 óbitos. Conclusão: A maioria dos suicídios ocorreu no domicílio o que dificulta a intervenção imediata. Todos os indivíduos eram homens, e a maioria utilizou-se de enforcamento. Indivíduos em risco de suicídio necessitam de vigilância por parte da família e pessoas que convivem com eles, para a identificação e prevenção do ato. Também se faz necessário a melhoria dos registros oficiais em relação a duplicidade dos dados no sistema utilizado.


Palavras-chave


Suicídio; Epidemiologia; Declaração de óbito

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


APOIO

Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. ISSN: 1414-0365