ABORDAGEM TELOVELAR PARA TRATAMENTO CIRÚRGICO DE TUMORES DO QUARTO VENTRÍCULO EM PACIENTES ADULTOS

Guido Caffaratti, Sebastián Giovannini, Francisco Marco Del Pont, Ruben Mormandi, Santiago Condomi Alcorta, Andrés Cervio

Resumo


Objetivo: A cirurgia dentro e ao redor do quarto ventrículo é desafiadora, não apenas por ter uma localização central no Sistema Nervoso Central (SNC), mas também por estar muito próxima de várias estruturas vitais. O tratamento de tumores nessa área, no entanto, evoluiu significativamente; com o telovelar, como a abordagem cirúrgica mais utilizada atualmente. O objetivo deste artigo é avaliar os resultados da abordagem telovelar para tratamento cirúrgico de tumores do quarto ventrículo, além de descrever a técnica. Materiais e métodos: Foi realizado um estudo retrospectivo de pacientes adultos submetidos a cirurgia para tumores do quarto ventrículo, entre 2011 e 2019 em nossa instituição, utilizando abordagem telovelar. Os dados demográficos e clínicos foram coletados juntamente com os resultados dos testes pré e pós-operatórios, relatórios operatórios e vídeos. A escala Karnofsky Performance Score (KPS) foi usada para medir os resultados clínicos. Conclusão: Os tumores do quarto ventrículo são relativamente incomuns na população adulta. O tratamento atual continua sendo excisão cirúrgica e a abordagem de escolha é a telovelar. Apresentamos detalhes da técnica juntamente com os resultados desta série de casos.


Palavras-chave


Quarto ventrículo; Tumor; Ependimoma; Microcirurgia

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


APOIO

Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. ISSN: 1414-0365