ANÁLISE CLÍNICA-EPIDEMIOLÓGICA DE PACIENTES PORTADORES DE TRANSTORNO MENTAL NA AMAZÔNIA BRASILEIRA

Anna Cláudia Soares, Laryssa Trindade, Gabriela Conceição da Silva Rodrigues, Fábio Palma Albarado da Silva, Eliandra de Freitas Sia

Resumo


OBJETIVO: Analisar as características clínicas e epidemiológicas dos transtornos mentais em usuários do Centro de Atenção Psicossocial II de Santarém-PA. METODOLOGIA: Trata-se de uma pesquisa quantitativa, descritiva, transversal, retrospectiva, de análise documental. Os dados foram obtidos das fichas prontuários de pacientes atendidos no Centro de Atenção Psicossocial II. Os sujeitos da pesquisa incluem os usuários que iniciaram e mantiveram tratamento no CAPS II Santarém. RESULTADOS: Os transtornos mentais mais frequentes foram, respectivamente, o episódio depressivo, a esquizofrenia e o transtorno afetivo bipolar. As variáveis epidemiológicas entre os transtornos mais frequentes se mostraram predominantes para o sexo feminino, o estado civil solteiro e idade de 31 a 40 anos, havendo somente mudança na faixa etária do episódio depressivo, com 41 a 50 anos. O sintoma mais prevalente foi a insônia no episódio depressivo e no transtorno afetivo bipolar, enquanto houve maior frequência de alucinações auditivas e/ou visuais na esquizofrenia. CONCLUSÕES: Evidenciou-se a necessidade de efetivar na região medidas de caráter preventivo focadas na população de risco apresentada, buscando a identificação precoce de indivíduos com transtorno.


Palavras-chave


Transtorno Mental; Epidemiologia; Prevenção

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


APOIO

 

 

Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. ISSN: 1414-0365