ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR NA SÍNDROME DO ENCARCERAMENTO: RELATO DE CASO

Anaisa Carolina Angelin, Vitor Della Rovere Binhardi, Gabriela Maria Bráz, Fábio de Nazaré Oliveira, Magali Aparecida O. M. da Silva, Maysa Alahmar Bianchin

Resumo


Objetivo. Doenças neurodegenerativas, como a esclerose lateral amiotrófica ou lesões no tronco cerebral causadas por acidente vascular cerebral ou lesão cerebral traumática, podem levar a um quadro denominado síndrome do encarceramento (SE). A equipe multiprofissional é fundamental no processo de recuperação destes pacientes, pois através da interdisciplinaridade, desenvolve-se um plano terapêutico individualizado, oferece capacitação aos cuidadores, além de encaminhar o indivíduo para redes de atenção básica e especializada. Sendo assim, é essencial relatar a atuação interdisciplinar junto a indivíduos diagnosticados com SE, norteando a prática clínica de outros profissionais. Descrição do caso. Neste artigo, descreve-se o caso de um paciente do sexo masculino, procedente de São José do Rio Preto, que procurou atendimento médico em unidade de pronto atendimento no município de origem, pois na data, apresentou dificuldade súbita em deambular e disartrofonia grave, evoluindo para perda da movimentação voluntária dos quatro membros, afasia de expressão, com preservação da movimentação ocular espontânea, quadro compatível a SE. Conclusão. Através da troca de saberes e práticas entre a equipe, foi possível aferir o estabelecimento de uma assistência integral, através dos diversos objetivos elencados por cada área de cuidado, que direcionaram-se à mesma finalidade: o aumento da qualidade de vida do sujeito.


Palavras-chave


Reabilitação; Equipe Multiprofissional; Acidente Vascular Cerebral

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


APOIO

Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. ISSN: 1414-0365