ASPECTOS RELACIONADOS À QUALIDADE DO SONO EM ESTUDANTES DE MEDICINA / FEATURES RELATED TO QUALITY OF SLEEP IN MEDICAL STUDENTS

Luiz Vieira Gomes Segundo, Bartolomeu Fragoso Cavalcanti Neto, Débora de Araujo Paz, Maurus Marques de Almeida Holanda

Resumo


Objetivos: O presente estudo tem a finalidade de avaliar o padrão de sono e os fatores associados à sua qualidade entre os estudantes do curso de Medicina da Universidade Federal da Paraíba. Métodos: Foram analisados 277 estudantes de ambos os sexos, os quais responderam ao questionário Índice de Qualidade do sono de Pittsburgh e à Escala de Sonolência de Epworth. Os dados coletados foram avaliados através de: a) estatística descritiva; b) teste de qui-quadrado para testar a associação entre variáveis; c) odds ratio para avaliar a chance dos fatores considerados influenciarem na qualidade do sono. Resultados: A análise dos questionários revelou que 72,2% dos estudantes apresentam qualidade de sono ruim e 81,6 % apresentam sonolência diurna grave. Correlacionaram-se significativamente com a baixa qualidade do sono: dificuldade para dormir, uso de medicamentos para dormir, interferência nas atividades diárias, não adormecer em até 30 minutos pelo menos uma vez por semana, acordar no meio da noite ou de manhã cedo, não respirar confortavelmente e ter sonhos ruins. Conclusões: Recomenda-se a adoção de medidas para redução do estresse e de higiene do sono, visando evitar a maioria dos distúrbios associados, bem como a adoção de horários regulares dedicados ao sono e ao estudo.


Palavras-chave


Sono; Estudantes de medicina; Escala de sonolência de Epworth; Indice de qualidade do sono de Pittsburgh

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


APOIO

 

 

Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. ISSN: 1414-0365