ANÁLISE DOS ANEURISMAS INTRACRANIANOS OPERADOS NO HOSPITAL POLICLÍNICA PATO BRANCO – PR.

Carlos Frederico Almeida Rodrigues, Caroline Solana de Oliveira, Talita Conte, Carlos Frederico de Almeida Rodrigues

Resumo


Resumo: Análise dos aneurismas intracranianos tratados no Hospital Policlínica Pato Branco. Objetivo. Analisar a população e os tipos de aneurismas intracranianos tratados no Hospital Policlínica Pato Branco, pontuando a associação da patologia com alguns fatores de risco. Método. Revisão de prontuários de todos os pacientes operados para tratamento de aneurismas intracranianos entre Janeiro de 2003 e Agosto de 2015, perfazendo a amostra de 65 pacientes. Avaliamos ainda as seguintes variáveis: gênero, idade, história de Hipertensão Arterial Sistêmica, tabagismo, Diabetes Mellitus, local do aneurisma e pontuação nas escalas de Hunt-Hess e Fisher no momento da admissão. Resultados. A predominância foi pelo sexo feminino (46 pacientes/70,7%), na faixa etária de 50 a 60 anos (26 pacientes/ 40%), com história de Hipertensão Arterial Sistêmica (39 pacientes/ 60%). No momento da admissão hospitalar, o grau I na Escala de Hunt-Hess foi o mais freqüente (20 pacientes/ 30,7%), enquanto, o grau IV na Escala de Fisher foi o de maior prevalência (17 pacientes/ 26,1%). A maior parte dos aneurismas localizaram-se na circulação anterior, acometendo a artéria cerebral média.


Palavras-chave


Aneurismas intracranianos; Fatores de risco; Estudos retrospectivos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


APOIO

 

 

Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. ISSN: 1414-0365